Como Fazer o Cronograma Capilar Oficial?

O cronograma capilar funciona como uma agenda para os cuidados com os cabelos. Esse tratamento busca repor os nutrientes que os fios perdem devido às agressões do dia a dia, ajudando a manter a saúde e, claro a beleza dos cabelos.

Diariamente o nosso cabelo passa por agressões com o vento, a umidade, a poluição do ar, a fumaça e outros problemas semelhantes. Para piorar a situação, ainda temos o hábito de usar chapinha, secador quente, tintura e alisante. Tudo isso faz com que os fios percam massa, ou seja, as substâncias essenciais para a sua composição.

Com o cronograma capilar, a ideia é recuperar os fios danificados por esses agressores. Por isso, o tratamento inclui várias etapas que visam repor massa e hidratar profundamente as madeixas.

Cada pessoa pode montar sua própria agenda capilar com base nas necessidades do cabelo. Assim, quem tem fios mais ressecados precisa investir em umectação. Já para os cabelos danificados por química, a reconstrução é o mais importante.

Porém, para começar o cronograma vale a pena seguir a agenda oficial. Depois você pode ir adaptando o uso dos produtos conforme suas preferências e necessidades. No primeiro mês, siga a tabela abaixo. Após esse tempo, monte seu cronograma tomando como base os resultados obtidos no mês anterior.

Tabela do Cronograma Capilar

A tabela inicial para o tratamento é a seguinte:

Cronograma Capilar

Tabela oficial do cronograma capilar

Como você pode notar, o cronograma inclui 3 tipos diferentes de tratamento por semana. Cada um deles tem uma função, mas todos servem para cuidar dos fios. O calendário sugere que você faça os tratamentos na segunda, quarta e sexta, mas é possível modificá-lo conforme a sua preferência, mantendo apenas a alternância entre os dias. Você pode, por exemplo, começar a semana fazendo a hidratação na terça, depois outra na quinta e, por fim, a nutrição no sábado.

Hidratação

O processo de hidratação serve, principalmente, para repor a água dos fios. O produto indicado aqui é uma boa máscara de hidratação, daquelas que todo mundo tem em casa. O segredo é usar o que mais funciona para o seu cabelo. Não precisa recorrer a máscaras caras, porque elas nem sempre são as mais eficazes para cuidar dos fios.

Os produtos ativos nessas máscaras são feitos à base de:

  • glicerina;
  • álcoois modificados;
  • extratos de plantas como aloe vera e jaborandi;
  • pantenol;
  • vitaminas;
  • sacarose;
  • mel;
  • chocolate.

A dica é ler os rótulos coma atenção, mas a maioria das máscaras encontrados no mercado vão atender a esses requisitos. Escolha aquela que cabe no seu bolso e pode hidratar os fios.

A hidratação deve ser feita conforme as recomendações do fabricante, mas sempre nos cabelos limpos e com o uso de uma touca para potencializar os resultados. Você vai notar que seus cabelos ficaram mais leves e macios. Na hora de montar a sua agenda capilar, esse tipo de tratamento deve ser mais usado por quem tem cabelos ressecados.

Nutrição

A nutrição vai repor lipídeos e nutrientes perdidos pelos cabelos. Por isso, o mais indicado para essa etapa são os óleos vegetais ricos em gorduras boas, antioxidantes e vitaminas. A melhor parte é que esse óleos podem ser comprados por um preço não muito elevado e duram bastante. Se o seu cabelo está poroso, muito volumoso ou com excesso de frizz, a etapa de nutrição apresentará bons resultados.

Os óleos que você deve usar na nutrição são:

  • azeite de oliva
  • óleo de abacate
  • óleo de coco
  • óleo de argan
  • óleo de semente de uva
  • óleo de linhaça
  • manteiga de karité
  • manteiga de manga
  • manteiga de murumuru
  • manteiga de cacau
  • manteiga de cupuaçu
  • tutano

Se você nunca utilizou esses óleos e manteigas, sugerimos que você leia nosso artigo ensinando a umectação capilar. O segredo é aplicar o produto nos cabelos secos e deixas agir por cerca de 2 horas (o tempo pode variar conforme o óleo usado). Depois lave bem os fios para remover a oleosidade e finalize aplicando condicionador somente nas pontas.

Cabelos

Tenha cabelos mais bonitos e bem cuidados com o cronograma capilar

Reconstrução

A reconstrução vai repor a massa dos cabelos. Por isso, esse é o tratamento ideal para quem está com os fios elásticos, muito finos, porosos e quebradiços.

Como você pode notar na tabela do cronograma, esse processo só aparece uma vez e não é por acaso. Se for usada em excesso, a reconstrução pode ter um efeito indesejável: tornar os cabelos mais quebradiços. Quem está com os fios muito danificados pode fazer o procedimento a cada 15. Porém, é fundamental fazer uma hidratação e uma nutrição antes (em dias alternados).

Para fazer a reconstrução você vai precisar de máscaras com potencial de reconstrução. Elas devem conter:

  • queratina;
  • creatina;
  • arginina;
  • cisteína;
  • colágeno;
  • aminoácidos;
  • proteínas hidrolisadas.

Agora é hora de ler os rótulos com atenção, porque essas substâncias são essenciais em uma máscara reconstrutora. O ideal é que o produto combine de 2 a 3 dessas substâncias. Além disso, vale a pena usar a queratina líquida sobre os fios antes da aplicação da máscara. Para ver como fazer essa etapa, leia nosso artigo sobre reconstrução capilar.

O resultado da reconstrução é um cabelo mais encorpado e resistente. Por isso, muitas pessoas se assustam achando que o fio ficou muito duro. Isso é normal, mas vai melhorando com as outras etapas do seu cronograma capilar. E lembre-se de não abusar da queratina para evitar a quebra desnecessária dos fios.

Dicas Espertas:

  • Quem está com o cabelo muito danificado deve apostar nas reconstruções. Elas são ótimas para recurar o fio ressecado após alisamentos químicos ou descoloração. Monte seu cronograma com 2 reconstruções se esse é o seu caso.
  • Conhece bem o seu cabelo é essencial para cuidar bem dele. Observe bem como cada etapa do cronograma age sobre os seus fios. Assim você vai percebendo do que ele precisa e o quanto precisa.
  • Depois do primeiro mês você pode não precisar das 8 hidratações. Se os fios estiverem melhores, dá pra reduzir a quantidade de hidratações pela metade.
  • O uso de óleos deve ser feito com cuidado por quem tem o cabelo oleoso. A dica é apostar nos produtos que ajudam a cuidar do couro cabeludo, como o óleo de coco, que não interfere na oleosidade da raiz.

Pesquisar
Custom Search
Mulher Esperta em seu email

Deixe sua opinião “Como Fazer o Cronograma Capilar Oficial?