Óleo de Prímula Para Combater a TPM

Nós mulheres sofremos com vários problemas de saúde bem específicos. Por isso, precisamos tomar alguns cuidados especiais ao longo da vida a fim de evitar complicações em nosso organismo.

Existem produtos que podem ser indicados justamente para trazer mais qualidade de vida para o público feminino. Um deles é o óleo de prímula, que vem chamando a atenção de especialistas do mundo todo por causa de suas propriedades terapêuticas.

O óleo é obtido a partir das sementes de uma planta norte-americana conhecida como prímula. Nas regiões onde a planta é nativa, muitos a chamam de evening primrose porque as flores costumam abrir ao entardecer.

Para Que Serve o Óleo de Prímula?

Estudos sobre a prímula mostram que os óleos são ricos em substâncias benéficas. Por isso, o seu consumo é capaz de regular a produção hormonal feminina, aliviando a tensão típica de período pré-menstrual, além dos sintomas da menopausa.

E os benefícios não param por aí. Além de fazer bem para as mulheres, o óleo de prímula é fonte de ácidos graxos muitos importantes para o nosso organismo, como é o caso do ácido gama-linolênico (GLA). Ele não é produzido naturalmente pelo corpo humano e, por isso, a ingesta se torna essencial. O GLA participa da fabricação da prostaglandina, uma substância que age nas defesas naturais do organismo e ajuda a combater as inflamações.

Óleo de Prímula

Conheça os benefícios e indicações do óleo de prímula

Óleo de Prímula e o Alívio da TPM

A presença do ácido-linolênico (GLA) é o que explica o efeito benéfico do óleo e prímula nos sintomas da tensão pré-menstrual. Como ele interfere na fabricação de prostaglandinas, ocorre uma redução dos processos inflamatórios. Assim, as dores menstruais diminuem consideravelmente, assim como a irritação.

Para as mulheres que estão entrando na menopausa, o uso das cápsulas de óleo de prímula pode trazer alívio para os fogachos e para o aumento da irritabilidade. Além disso, estudos mostram que o uso do óleo pode reduzir a dor nas mamas, a vontade de comer carboidratos e as dores ligadas à endometriose.

Pesquisas ainda sugerem que o óleo pode reduzir o risco de câncer de mama. A presença de substâncias com ação antioxidante combate os radicais e livres e, com isso, reduz o envelhecimento celular precoce.  A produção regular de prostaglandina ainda traz benefícios visíveis para a saúde da pele.

Como Consumir?

Sabendo desses benefícios, muita gente vai querer fazer uso do óleo de prímula. Ele é vendido em cápsulas em lojas de produtos naturais, com preços que variam conforme o fabricante.

Apesar dos benefícios para a TPM, ele deve ser consumido frequentemente e não apenas antes do período menstrual. De modo geral, a indicação varia entre 500mg e 1000mg por dia. Porém, o melhor é consultar um médico ou nutricionista para saber qual é a quantidade mais adequada para o seu perfil.

Não existem muitas contraindicações relacionadas ao uso do óleo de prímula. As grávidas não devem fazer uso das cápsulas. Pessoas que sofrem com problemas de hemorragia, epilepsia e esquizofrenia também devem evitar o tratamento. Como o óleo é fonte de ômega 6, é importante manter o equilíbrio consumindo em conjunto o ômega 3.


Pesquisar
Custom Search
Mulher Esperta em seu email

Deixe sua opinião “Óleo de Prímula Para Combater a TPM