Tire Suas Dúvidas Sobre a Menopausa e o Climatério

Você sabe a diferença entre menopausa e climatério? Curiosamente, é muito comum que essas palavras sejam usadas com alguns equívocos, principalmente quando falamos em “sintomas da menopausa”. A menopausa se refere especificamente à  última menstruação da mulher, assim como a menarca trata da primeira menstruação. Já o climatério diz respeito ao processo de transição entre o período reprodutivo e o período não reprodutivo da vida de uma mulher. Dessa forma, podemos dizer que é nesse período de transição que os principais sintomas sentidos por nós mulheres aparecem.

Por que deixamos de menstruar?

O fim do período reprodutivo é anunciado desde o nosso nascimento. Todo bebê do sexo feminino tem consigo uma quantidade determinada de folículos, também conhecidos como células germinativas, que participarão da produção dos óvulos. Essa carga de folículos vai diminuindo gradativamente após a primeira menstruação, até que acabar definitivamente. Quando isso acontece, a mulher deixa de ser fértil, ou seja, não pode mais engravidar. Consequentemente, a menstruação não ocorre mais.

Menopausa

Menopausa

Quais são os sintomas da menopausa?

A maior parte das mulheres acredita que não é possível passar pela menopausa sem os famigerados sintomas desagradáveis desse processo. No entanto, existem sim casos em que o climatério é assintomático, causando poucas mudanças na vida da mulher fora o fim do menstruação. Por isso, o ideal é conversar sempre com o seu ginecologista e não ficar esperando por sintomas que podem vir ou não. De um modo geral, os principais sinais do fim do período reprodutivo feminino são:

  • Irregularidade do ciclo menstrual;
  • Redução do fluxo menstrual;
  • Ondas de calor, também conhecidos como fogachos;
  • Dificuldade para urinar;
  • Incontinência urinária;
  • Irritação;
  • Insônia;
  • Choro repentino;
  • Enfraquecimento dos cabelos e unhas;
  • Pele menos viçosa;
  • Perda óssea.

Esses sintomas geralmente estão relacionados com a redução na produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona, que desempenham uma série de funções em nosso organismo. Por isso, a principal forma de tratar os sintomas é a chamada reposição hormonal.

O que é a reposição hormonal?

A menopausa é um processo natural na vida da mulher, sendo irreversível. Isso quer dizer, portanto, que não existe tratamento para a menopausa em sim, mas sim para os sintomas acarretados pelo processo do climatério. Muitos ginecologistas optam pelo tratamento via resposição hormonal. Nesse tipo de terapia, pequenas doses dos hormônios femininos são dadas à mulher para que ela não sofra tanto com as mudanças causadas pela queda na produção dessas substâncias. A terapia de reposição causa polêmica, porque pode trazer benefícios, mas também abre possibilidades para efeitos colaterais bastante danosos. Dependendo do caso, o uso de hormônios pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças como: problemas cardiovasculares, trombose, alguns tipos de câncer, doenças hepáticas e sangramento vaginal. Por isso, é fundamental conversar com o ginecologista sobre as vantagens e desvantagens da reposição hormonal. Essa decisão deve ser tomada em conjunto, levando em consideração o quadro clínico de cada mulher.

Dicas para aliviar os sintomas da menopausa

  • Tenha uma alimentação saudável;
  • Evite o aumento de peso;
  • Evite a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Evite o tabagismo;
  • Faça atividades físicas com regularidade.

Além disso, não se esqueça de manter as visitas periódicas ao ginecologista. Muitas mulheres acreditam que esse médico deixa de ser importante após o fim do período menstrual, mas esse pensamento é totalmente equivocado. Vários exames e tratamentos devem ser realizados por esse profissional mesmo depois da menopausa.


Pesquisar
Custom Search
Mulher Esperta em seu email

Deixe sua opinião “Tire Suas Dúvidas Sobre a Menopausa e o Climatério