Quais são os Sintomas da Gravidez?

Na expectativa por um filho, muitas mulheres se confundem entre os reais sintomas da gravidez e as demais alterações de natureza feminina, fruto da oscilação hormonal que sofrem. Por isso, é importante ficar atenta às mudanças do corpo e aos sinais de que uma nova vida cresce dentro de você. Só assim será possível evitar extravagâncias desde os primeiros dias de gestação e conduzir a gestação da forma mais saudável e tranquila possível.

De acordo com orientações médica é importante evitar esportes de alta intensidade, a ingestão de bebidas alcoólicas e o tabagismo, por exemplo, desde antes da concepção. Neste período, também existem algumas orientações alimentares e ingestão de nutrientes específicos, como o ácido fólico, para contribuir para a gestação saudável.

Se por um lado, há uma dificuldade entre as mulheres de distinguir uma alteração natural de seu corpo sem que ela seja confundida com com um sintoma de gravidez. Por outro, podemos nos informar melhor sobre nosso corpo e conhecer quais alterações podem ser um sinal de que se está grávida.

Para evitar a recorrência dessa confusão e para que um princípio de gravidez não passe despercebido, vamos conhecer alguns dos sintomas provocados pela gravidez:

gravidez

Veja quais são os sintomas da gravidez

Os principais Sintomas da Gravidez

Ausência de Menstruação: O primeiro sinal a ser observado é o atraso da menstruação. Todo mês o endométrio se descama na ausência da fecundação, é o que causa o sangramento. Quando ocorre a fecundação, não ocorre o sangramento. Por isso, se sua menstruação atrasar existe uma alta probabilidade de ser um sinal de gravidez.

Enjoos: Os enjoos ocorrem geralmente nos três primeiros meses de gestação. Em alguns casos eles podem resultar em vômitos. Se os enjoos continuarem depois de três meses, ou se forem tão intensos a ponto de não deixar a mulher se alimentar normalmente, deve ser realizado um tratamento. O enjoo intenso e por um período prolongado pode causar desnutrição, trazendo problemas para a mãe e para o bebê.

Dores e Aumento das Mamas: O aumento dos hormônios, principalmente a progesterona, faz com que o corpo sofra alterações. Pode ocorrer algum desconforto, principalmente nas mamas, que aumentam de tamanho e podem ficar doloridas, especialmente nos primeiros e últimos meses de gestação. Nas últimas semanas, o leite já começa a ser produzido, o que causa um certo desconforto, além de aumentar o tamanho das mamas.

Cólicas: Devido o aumento do útero, podem ocorrer cólicas, especialmente depois do terceiro mês. Mas sempre que ocorrer, o médico deverá ser avisado, pois as cólicas também podem ser sinal de infecção de urina ou outro problema mais grave. Todas as alterações referentes a musculatura, podem acometer o útero, por isso, a necessidade de uma atenção redobrada.

Tonturas e Sonolência: É comum que ocorram tonturas e aumento do sono, pois são muitas alterações acontecendo no corpo ao mesmo tempo. Para evitar uma hemorragia na hora do parto, o organismo começa a diminuir a circulação sanguínea, exigindo mais do coração. A pressão arterial também é reduzida, um dos motivos da sonolência. Outro fator que intensifica esse quadro é a ingestão de medicamentos para tratar outros sintomas. Como é o caso de relaxantes musculares e analgésicos que relaxam os músculos e aumentam a sensação de sonolência.

Azia e Prisão de Ventre: O funcionamento do sistema digestivo costuma ser alterado durante a gravidez, pois o útero cresce e pode comprimir os outros órgãos como o intestino. Por isso, é comum a sensação de azia e de intestino preso, o que intensifica a necessidade de manter uma alimentação balanceada durante toda a gravidez.

Aumento da Fome: É normal que a fome aumente, pois muitos dos nutrientes ingeridos são passados para o bebê. Mas é importante ficar atenta e não exagerar na comida para não ganhar peso. Nada de comer por dois, o ideal é consumir alimentos saudáveis e com de baixa caloria. Além disso, é importante se alimentar de três em três horas.


Pesquisar
Custom Search
Mulher Esperta em seu email

Deixe sua opinião “Quais são os Sintomas da Gravidez?